Lugar à Cultura


Teia dos Sentidos prepara 3.ª edição da CURTA – Mostra Nacional de Curtas-Metragens de São João da Madeira
17 de Março de 2010, 23:00
Filed under: Cinema, Fotografia, Música, Poesia, Teatro

Este ano realiza-se a terceira edição da CURTA – Mostra Nacional de Curtas-Metragens de São João da Madeira, uma iniciativa da responsabilidade da Associação Cultural Teia dos Sentidos. Salomé Pinto é a presidente desta associação e aceitou vir ao «Lugar à Cultura» falar não só sobre este certame, mas também da restante actividade desta associação, que vai da poesia à fotografia, passando pelo teatro e pela música, numa parceria com outras instituições sãojoanenses, nomeadamente o TEPAS – Teatro Experimental Por Amadores Sanjoanenses e pela Academia de Música de São João da Madeira.

A CURTA – Mostra Nacional de Curtas-Metragens surgiu, essencialmente, porque as pessoas que constituem a Teia dos Sentidos sentiam uma grande lacuna nesta área em São João da Madeira. O certame decorre ao longo de três dias e em cada dia o público é convidado a votar na curta-metragem que mais gostou. Depois disso, a organização faz um Best Of e passa as curtas-metragens mais votadas.

Ao contrário das duas primeiras edições que aconteceram sempre no mês de Julho, este ano a Mostra vai realizar-se em Outubro. Isto porque, a organização percebeu que em Julho, além de haver outras ofertas o género, é um mês em que os alunos estão a ultimar os seus trabalhos, além do calor e da praia que acabam sempre por “desviar” muita gente.

Apesar das inscrições serem abertas ao público em geral, a maior parte dos participantes têm sido alunos do ensino secundário ou universitário. Ou seja, este é mais um certame que abre portas tanto a trabalhos académicos como amadores e até semi-profissionais.

Além do cinema, a Teia dos Sentidos dedica-se a muitas outras áreas, noemadamente à poesia. Neste sentido, realizou pelo segundo ano consecutivo a iniciativa « Maior Poema», cujo tema este ano foi precisamente São João da Madeira. Esta iniciativa tem uma particularidade muito interessante. Segunod nos explicou Salomé Pinto “não é necessário ser sãojoanense para participar, basta que tenha uma ligação ao concelho, ou seja uma pessoa que seja minha amiga, ainda que viva, por exemplo, em Almada, pode participar. Nós lançamos o tema e depois juntamos todos os poemas num único poema”. Este ano houve um total de 70 participações, entre as quais algumas escolas. “As escolas e, princioalmente os professores primários reagem muito bem a este tipo de iniciativas, incentivando os mais pequeninos a escrever poemas”.

A fotografia é outra das áreas que a Teia dos Sentidos abraça com a realização de Caminhadas Fotográficas, assim como o Teatro e a Música.

Um dos sonhos da Teia dos Sentidos e da sua presidente é a concretização de um Cineclube em São João da Madeia, mas esse é um projecto mais moroso: “o principal, nós já temos que é a Associação. Também contamos com o auditório dos Paços do Concelho, mas para a concretização desse sonho é necessário um investimento avultado”. Portanto, ainda será para já, mas não é uma ideia para abandonar.

Para mais informações pode consultar o site ou o blogue.

Anúncios


Cultural Kids aposta na aproximação dos Clássicos jnto dos mais jovens
17 de Março de 2010, 22:00
Filed under: Teatro

Aproximar os mais jovens dos autores clássicos é o principal objectivo da Cultural Kids, uma empresa de produção de espectáculos para um público entre os 0 e os 16 anos. Uma missão que acontece já há 10 anos.

Cristina Basto, sócia e directora artística da Cultura Kids aceitou o convite e veio ao «Lugar à Cultura», falar da peça que têm actualmente em cena: o «Auto da Barca do Inferno», de Gil Vicente, com encenação de António Feio. Depois de ter inaugurado em Lisboa em Fevereiro, este mês chegou ao Porto, mais precisamente ao Teatro Campo Alegre, onde pode ser vista até sexta-feira, dia 19. Para quem não conseguir ver agora este trabalho, fica já o aviso de que haverá uma reposição em Maio.

O «Auto da Barca do Inferno» é uma mega produção, totalmente custeada pela Cultural Kids e que serve para assinalar os 10 anos de actividade desta empresa. Além do espectáculo foram também preparados dois CD’s. Um com uma viagem virtual ao mundo do teatro, outro com actividades pedagógicas, os quais são oferecidos às escolas quando vão ver o espectáculo.

Além de Gil Vicente, a Cultural Kids já trabalhou Homero com o espectáculo «A Viagem de Ulisses», a qual foi também encenada por António Feio; assim como Luís de Camões com os «Lusíadas» ou ainda Aquilino Ribeiro e a sua «História da Raposa».

Para a realização deste trabalho, Cristina BAsto e toda a sua equipa contam com a colaboração de professores. Ou seja, pensam num grupo de escritores que depois põem à consideração de professores e escolas e no seguimento dessa consulta desenvolvem um determinado autor. Isto porque, uma vez que se trata de um trabalho que visa uma maior aproximação dos mais novos aos clássicos, “os professores, melhor do que ninguém, sabem o que precisam e o que é melhor para os alunos”, afirma Cristina Basto.

Para conhecer melhor o trabalho da Cultural Kids visite o site.