Lugar à Cultura


“José Afonso não foi só um cantor. Foi um homem com princípios e um exemplo de cidadania”
9 de Março de 2010, 21:07
Filed under: Música, Poesia

«80 Anos de Zeca», assim se chama o movimento constituído em 2009 para celebrar oito décadas de José Afonso. Uma iniciativa que partiu do Núcleo Norte da Associação José Afonso (AJA-Norte), mas que depressa passou a ser de um colectivo de instituições e de alguns particulares que subscreveram o Manifesto e têm vindo a realizar os mais diversos eventos. O movimento teve início no dia 1 de Agosto de 2009, com uma conferência de imprensa, na Associação de Jornalista e Homens de Letras do Porto, e a inauguração da Banca do Zeca, no Clube Literário do Porto.

Paulo Esperança, da direcção nacional da AJA e membro da AJA-Norte é um dos responsáveis pela criação deste movimento e é com satisfação que fala nos mais de 80 subscritores que assinaram o Manifesto e se juntaram a esta grande festa que tem sido o movimento «80 anos de Zeca».

Os eventos têm acontecido um pouco por todo o País “desde Almada até Ferrol, em Santiago de Compostela”, contou-nos Paulo Esperança, durante a conversa no «Lugar à Cultura» em que aceitou participar.

É com tristeza e com um tom crítico que Paulo Esperança aponta o dedo à Câmara Municipal do Porto por não se associar a esta celebração “é lamentável a Câmara do Porto não se associar a este movimento, quando a iniciativa foi abraçada por instituições como o Clube Literário do Porto, a Fundação José Rodrigues, a Cooperativa Árvore, entre tantas outras”.

Desde cantorias, exposições, sessões de poesia têm sido muitos e bastante diversificados os eventos que têm assinalado estes 80 anos de Zeca Afonso.

A Galiza também tem marcado uma forte presença nesta celebração com a realização de algumas iniciativas, de forma a perpetuar o carinho que José Afonso nutria por aquela região espanhola e vice-versa.

A par de tudo o que tem acontecido e de muitos outros eventos agendados, está a decorrer a construção de um painel, intitulado «Puzzle», inspirado em textos e músicas de Zeca Afonso, o qual está a ser levado a cabo por jovens estudantes. Sim porque as escolas também se têm envolvido neste projecto. A Escola da Ponte, inclusive, faz parte do núcleo de instituições que desde a primeira hora subscreveram o Manifesto e aceitou participar nesta comemoração.

O encerramento do movimento «80 Anos de Zeca» será no próximo dia 2 de Agosto e terá lugar em Guimarães. “Vai acontecer um ‘happennig’. Ou seja, ao longo do dia vão acontecer diversas iniciativas como concertos, malta a pintar, entre muitas outras coisas. E teremos um carro alegórico que participará nas marchas gualterianas”, acrescentou Paulo Esperança. Para ouvir os dez primeiros minutos desta conversa clique aqui.

Advertisements

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: